27.5 C
Brasília
maio 28, 2021
Home » Sou MEI, como consigo empréstimo de até R$ 20 mil? – 2021
Dicas de Negócio Notícias

Sou MEI, como consigo empréstimo de até R$ 20 mil? – 2021

Em meio de uma pandemia, o empréstimo poderá salvar seu negócio, neste artigo vamos te ajudar a conseguir ele para seu negócio

Você é um microempresário individual e precisa de fundos para tirar proveito do seu negócio? Confira todos os detalhes de como solicitar esse empréstimo para salvar ou dar uma impulsionada em seu negócio.

Como o nome sugere, microcrédito é uma pequena quantia de dinheiro para quem deseja iniciar ou já possui um pequeno ou pequeno negócio, esse empréstimo ficará disponível para aqueles que possuem empresas como para aqueles que querem abrir empresa, mas que já possui algum movimento de caixa terá mais oportunidades de conseguir os valores totais.

Existe microcrédito de todos os tipos, com valores, número de parcelas e taxas de juros muito variáveis! E isso, além da burocracia, pode dar um nó na cabeça quando precisamos de financiamento.

Por isso, juntamos as principais dúvidas e reunimos várias dicas para te ajudar a entender melhor como acessar as opções de crédito para MEI!

Crédito para MEI: Veja opções de empréstimo e microcrédito para sua empresa

A obtenção de crédito MEI costuma ser crítica para manter ou utilizar o negócio. Isso porque o dinheiro emprestado pode ser usado para expandir os negócios, comprar ativos para a empresa, como equipamentos e suprimentos, capital de giro e até mesmo liquidar contas em atraso.

Quais as opções de crédito para MEI?

Linhas de microcrédito

A linha de microcrédito da MEI nada mais é do que uma condição para que bancos e instituições financeiras forneçam crédito com menor taxa de juros e maior nível de demanda aprovada.

Em comparação com empréstimos de outros tipos de empresas, o valor da linha de microcrédito é menor, mas mesmo assim, é diretamente proporcional ao limite de faturamento anual do MEI.

Outras linhas de crédito para MEI

O MEI ainda possui acesso à outras formas de serviços financeiros capazes de auxiliá-lo, de modo semelhante às linhas de microcrédito.

O microempreendedor pode solicitar:

  • Um cartão de crédito MEI;
  • Realizar investimentos por meio da pessoa jurídica;
  • Antecipar recebíveis;
  • Utilizar uma maquininha de débito e crédito.

Abaixo você confere as principais dúvidas que os microempreendedores individuais possuem a respeito do crédito para MEI:

1) Crédito para MEI: Qual o valor que posso emprestar?

  • É bem variável, pode iniciar com R$100 e chegar até R$20.000;
  • Geralmente são concedidos valores menores para investimento em Capital de Giro e maiores para investimentos com Infraestrutura (como compra de maquinários e reformas). Por isso, é importante saber qual é a sua necessidade antes de pedir o crédito;
  • O valor também pode variar se é o primeiro empréstimo que está sendo adquirido com aquele banco ou instituição. Pois, após pagar o primeiro empréstimo, você cria uma relação de confiança com a instituição conseguindo acessar valores maiores no futuro.

2) Quais são as melhores organizações para microcrédito?

Tudo vai depender do seu objetivo e da sua realidade, mas aqui vão alguns pitacos que podem te ajudar:

  • As instituições financeiras regularizadas pelo Banco Central podem ser bancos privados, bancos públicos, organizações sociais ou cooperativas de microcrédito.
  • Muitas vezes os bancos públicos possuem as menores taxas de juros e condições de pagamentos para o micro e pequeno empreendedores com faturamento de até 120 mil reais, pois, são subsidiados pelo Governo Federal por meio do Programa Nacional de Microcrédito intitulado Crescer.
  • Além dos bancos públicos, algumas organizações sociais e cooperativas de microcrédito também são filiadas a este Programa. Para saber mais sobre as organizações filiadas, acesse o Portal do Ministério do trabalho: www.trabalho.gov.br/.

Clique aqui e irá abrir uma página, com muitas opções, clique em “Instituições de Microcrédito Produtivo Orientado”. Assim, poderá acessar uma listagem de todas as organizações que possuem parceria com o Crescer. Nela, você pode filtrar por Estado e escolher a melhor opção de acordo com as sua realidade.

  • Você também pode encontrar uma organização de microcrédito acessando o Portal do Abcred (Associação Brasileira de Entidades Operadoras de Microcrédito e Micro finanças): abcred.org.br.

Clique aqui e veja todas as ONGs que são parceiras da Abcred.

3) Quais são as condições oferecidas pelos principais bancos do mercado?

Acessamos os sites de cada um dos bancos e resumimos aqui as informações encontradas. Para saber mais será necessário entrar em contato com o banco.

Microcrédito Itaú

Atualmente esse serviço está disponível nas regiões da Grande São Paulo e Grande.  Não é necessário ter conta no banco, entretanto é necessário ter pelo menos 6 meses de atividade.

A taxa de juros 3,99% ao mês, e TAC (Tarifa de Abertura Crédito) equivalente à 3% do valor contratado. O valor financiado ao pequeno empreendedor varia conforme a necessidade do cliente. O crédito mínimo é de R$ 400,00, podendo chegar ao valor máximo de R$ 14.500,00.

O empreendedor deve solicitar a visita de um agente do banco para avaliação do microcrédito.

Não contém informações sobre análise de crédito.


Microcrédito Banco do Brasil

Disponível no país, e necessário ter conta no banco, apresentar garantia pessoal de terceiros (fiador), não pode ter divida superior a R$40 mil no Sistema Financeiro Nacional (exceto operações de crédito habitacional).

A taxa é de 3%. O valor financiado é concedido de acordo com a necessidade do negócio. É necessário a visita de um agente e o banco faz análise cadastral e de crédito.


Microcrédito Bradesco

Não contém informações se o serviço é aplicado em todo o Brasil, mas basicamente o microempreendedor deve enviar uma solicitação e uma agência será indicada para uma conversa com o gerente. Será realizada uma consulta de crédito. Caso deseje fazer uma solicitação e saber mais informações como taxas e quantidade de parcelas acesse o site.


Microcrédito Santander

Para solicitar o microcrédito é necessário ser correntista. As taxas de juros para o microcrédito vão de 2,4% a 4% e a aprovação está sujeita a análise de crédito. De acordo com informações do site oficial, atualmente o serviço está disponível em São Paulo, Rio de Janeiro em alguns estados do Nordeste e é necessário um aval solidário (autorização) em grupo formado pela união de 3 ou 4 empreendedores para assumirem, solidariamente, a responsabilidade pelo pagamento das parcelas.


Microcrédito Caixa Econômica Federal

Para solicitar microcrédito com o banco é necessário ter conta no banco. As taxas de juros são de 3,3% ao mês e Taxa de Abertura de Crédito (TAC) de 3% sobre o valor do contrato. A aprovação está sujeita a análise de crédito e capacidade de pagamento do empreendimento, e pode haver a necessidade de um fiador.

4) Em quantas parcelas posso pagar?

  • A quantidade de parcelas definidas vai variar segundo o banco ou instituição de microcrédito. Existem alguns que tem como limite de 12, 18, 24 ou chegam até 36 parcelas;
  • Também é variável caso você já tenha o seu empreendimento formalizado ou não, ou seja, se possui um CNPJ. Algumas instituições disponibilizam parcelas maiores para quem é formalizado;
  • As parcelas também variam se o crédito for usado para o capital de giro ou infraestrutura, e neste caso normalmente o limite das parcelas é menor para o capital de giro.

5) Preciso ter conta no banco?

  • Normalmente os bancos solicitam que se tenha conta no próprio banco que está concedendo o crédito por algum tempo, antes de conceder o crédito, de 3 a 6 meses, pois, podem debitar as parcelas automaticamente como uma forma de segurança;
  • Já as organizações de microcrédito como ONGs e cooperativas, trabalham com pagamento por boleto não necessitando ter conta bancária;

6) Quais documentos que vou precisar?

  • Essa informação irá depender de cada banco ou instituição, variando também para o caso de você ser ou não formalizado. Veja alguns documentos que podem ser solicitados:

CPF, RG, Comprovante de residência, se for ambulante podem pedir o PPU, se for do ramo de alimentação podem pedir o Alvará de funcionamento, se for formalizado o CNPJ.

7) Quais as taxas de juros e outras taxas que terei que pagar?

  • As taxas de juros variam muito, as menores taxas são de 0,4% ao mês e são encontradas nos bancos que fazem parte do Programa Crescer. Porém, taxas de juros podem subir até 7%!
  • Também existe uma taxa cobrada chamada TAC (Taxa de Abertura de Crédito), e também são menores quando possuem parceria com o Programa Crescer. Normalmente são 1% do valor total do empréstimo e são distribuídas/divididas nas parcelas. Para você ter uma ideia da diferença, a maioria dos bancos privados cobram 3% de TAC.
  • Fique atento e pergunte em cada banco ou instituição, que outras taxas são cobradas, pois, é muito variável e pode acabar fazendo bastante diferença no valor total que terá que pagar!

Espero que esse artigo te ajude, essas informações foram tiradas do site MEI FÁCIL, recomendamos que você visite o site, pois é super completo para ajudar o empreendedor para você com experiência ou sem em empreendedorismo.

Precisando de uma máquina de cartão para seu negócio? Conheça as 5 máquinas de cartões mais baratas da atualidade.

Related posts

Como ganhar dinheiro sendo consultor da SumUp – 2021

Elievelton Edimar

Real Digital: Tudo que sabemos sobre a moeda digital brasileira

Elievelton Edimar

Nubank lança uma rede social inovadora – venha conferir como fazer parte

Elievelton Edimar